Pesadelo

sexta-feira, agosto 08, 2014

Imagem
Quase quatro da manhã, e o sono ainda não deu as caras. Tenho aqui uma xícara de café e outra de chá. Um  na intenção de me acordar, o outro, adormecer. Mas sei bem o que me acende. O peito transborda lembranças falhas e nostalgia de momentos bons, e utopias do passado. Meu único desejo no momento é que o relógio revele trégua, pois teria eu o prazer de prometer-lhe qualquer coisa em troca deste milagre. E o outro milagre pelo qual anseio com todo o meu coração eu depositaria minha alma para realizar. Eu sei, sei que não sou a dona dos meus passos, que por mais que tente escrever meu destino, ele nem sempre segue meus comandos, que ele reflete minha teimosia e me dá breves rasteiras. E eu sempre, sempre espero que uma mão se estenda e me erga deste chão frio. A grama se foi, e só sobrou o mármore deste comodo gélido. Mas eu tentaria resolver, eu juro. 

Descobri que a vida não é perfeita nem quando fantasia-se de tal. Que eu estava enganada quanto a pesadelos, que os sonhos ruins de anos atrás eram dignos de risadas. Pesadelos são bem mais que monstros sob a cama, ou aquela visão que tenho toda vez que fecho a porta do quarto, quando um estranho mascarado burla a fechadura e vem me assustar. O pesadelo está nas pessoas, as únicas donas de seus atos. E eu queria, com todo meu coração, não estar nas mãos de quem não sabe manejar a própria vida. Desejo ter a liberdade de abrir os olhos e saber que as luzes realmente estarão acesas, sem o risco da escuridão retomar o comando. 

Acho que por isso não durmo. Dá na mesma. Me encontro em um pesadelo no qual estou acordada... E não posso dormir quando ainda nem ao menos acordei. 

You Might Also Like

8 Comentários

  1. É muito complicado quando passamos por esses momentos na vida. Nesses momentos tudo o que eu gostaria era descobrir que estava sonhando, assim como você diz. O bom é que nada é pra sempre, nem as coisas boas nem as ruins, então espere tempos bons em breve, todos merecemos luz em meio à nossa escuridão (:
    Beijos rimados pra você :*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pesadelos são passageiros sim. Uma hora a gente acorda e a luz retoma seu lugar de direito. :)

      Excluir
  2. Brunna, primeira vez que venho ao seu blog, moça!
    Que maneira bonita e intensa com a qual escreve. Adorei e me identifiquei bastante.
    Um abraço!

    Sacudindo Palavras

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ericaa! Obrigada! Fico feliz que tenha se identificado. Só espero que seja com a escrita, não com a parte do pesadelo. rs
      Seja bem vinda.
      Beijo.

      Excluir
  3. É também minha primeira vez e dou de cara com esse belíssimo texto, com essa belíssima forma de escrever - pra completar, somos paulistas e apaixonados pelo frio <3 cristo e ainda é aquariana (o mesmo do meu namorado) - WHAT A FUCK? Estarei por aqui de hoje em diante!

    Trégua com o relógio? Eu acho bem dificil de se conseguir ... tente uma trégua consigo mesmo, é mais fácil ... e tome o chá, café é para tardes, rs!

    DANCIN' OF DAYS
    http://dancinofdays.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Intenso Brubs. Intenso demais!

    Beijo beijo.

    ResponderExcluir
  5. NOSSA! Muito intenso, mesmo. Que esse pesadelo se transforme em sonho, tão logo, para aquietar as madrugadas desse coração inquieto.

    Beijão.

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita! ♥

Popular Posts

Like us on Facebook

Flickr Images

Subscribe