Sobre uma breve caminhada

segunda-feira, janeiro 09, 2012

Olhe para o céu e note que sempre há uma estrela. Vá aos campos, busque o céu onde não paira poluição e notará com a clareza que dispensa extensas descrições, apenas aprecie. Estou a caminhar sem rumo, apenas por alguns segundos mantenho meus olhos presos ao chão, em outros, à minha frente, agora, ao céu. Questiono-lhe sobre sensações, momentos futuros e passados, sobre sentimentos, procuro certezas, e seu brilho torna-se tão intenso que é possível confundi-la com o brilho Dela; a Lua. O sorriso paira, e ali está Ela. Continuo a caminhar. Já não olho mais o céu, sigo em frente, olho o caminho; uma voz ecoa em minha mente, “Olhe em frente, apenas”. Eu reconhecera a voz. Como não lembrar?

You Might Also Like

7 Comentários

  1. Como podia ele reclamar da solidão se, quando olha pro alto, a Lua inteira o acompanha?

    ResponderExcluir
  2. E de quem é essa voz que ecoa em sua mente?!

    ResponderExcluir
  3. Apreciar... reparar... sorrir!
    Palavras muito difíceis na vida do dia a dia.
    Acho que retiraram no geral essa possibilidade às pessoas!
    Tornaram-nas autómatos.

    ResponderExcluir
  4. Nossa, parece que quando você escreveu este pequeno texto, estava me observando! De vez em quando ocorre esses momentos solitários, porém belos!

    http://pamlobo.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  5. Ótimo!! Sempre a caminhar e sem perder a atenção pelo o que se passa ao redor do caminho....

    []s

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita! ♥

Popular Posts

Like us on Facebook

Flickr Images

Subscribe