Fora do ar

sexta-feira, agosto 13, 2010

Por tempos deixei-me caminhar, sem preocupar-me, por completo, com o caminho, com o rumo, e muito menos destino. Tive tantas provações e por muito não deixei-me cair em tentações comuns propostas pela dona de nossos passos, pela vida. Comprei diferenças, lutando pelo passado incompreendido daqueles que amo, e agora vejo; não cabe a mim religar os pontos de um passado tão cheio de incertezas e pouca instrução. Cabe apenas ao senhor dos céus julgar. E pergunto-me, disposta a ouvir, quem sou eu para julgar? Mais uma humana, habitante dessa Terra de involuntários, mundo comensal. Quem são eles para julgar-me, não contendo poder algum para isso? Humanos, personagens do livro Terra. Ligo, pouco a pouco, cada ponto que me é imposto, agora, fronte a mim. E, na tentativa frustrada de religar uns que numa outrora foram ligados e perdidos numa névoa incomum noto sorrisos, risadas, e felicidades antes escondidas. Por vergonha, talvez. Medo, quem sabe. É aqui, agora,  observando estes pontos, estas luzinhas que se reacendem mais fortes, que, totalmente fora do ar, percebo o quanto de tempo as pessoas que uma vez tocaram nestes pontos, perderam. Ao invés de dedicarem-se à mensagem oculta dentro de cada ponto, ficaram no fácil, na tentação. Digo, que não posso tanto falar sobre isso, pois, por meio de uma imensa confusão de palavras, chegando indiretamente ao ponto certo, não tenho poder algum para o julgamento. Não, realmente, não. Pensei já ter este poder em mãos. Mas hoje, depois de tantos momentos, vejo que apenas posso observar e calar-me quanto a algumas coisas. Nem sempre estou com a razão ao meu lado. Tento avaliar, estudar o território em que piso, antes de qualquer palavra que eu possa ousar dizer. Menciono tantas palavras repletas de profundidade, mas pouco sou compreendida. E então vejo que, em determinadas vezes, melhor apenas observar, pensar, argumentar calada. Apreciar o silêncio. 

You Might Also Like

1 Comentários

  1. Por outro lado quando se diz algo sem papas na lingua, pode não correr melhor para o nosso lado mas ao menos ficamos compreendidas.

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita! ♥

Popular Posts

Like us on Facebook

Flickr Images

Subscribe